29.11.06

Fugir sem saber pra onde
Correr sem saber por que
Buscar o fim do horizonte
Sonhar para não sofrer

Sorrir sem se ter vontade
Chorar e se derreter
Mentir pra chegar à verdade
Amar sem merecer

Cantar sem saber a letra
Jogar pra sempre perder
Escrever e não saber o texto
Parar por não saber viver

achei em algum ponto da minha agenda (vazia) desse ano. inclui um texto feito de pensamentos deprês esparramados. não sei se esse texto acompanharia ou não. meio bagunçado e me deixa nua demais.
ps: ainda busco uma idéia para o tal concurso de contos
ps2: o blogger beta tah em português, eba!

2 comentários:

jaimeohana disse...

C vai axar o tema do conto na hora mais inadequada! Rrsrs...

que site beta é exe???

=Deyse disse...

Oie... eu costumava escrever em versos todos os meu momentos depressivos... e quando aqueles sentimentos já estavam resolvidos (ou adormecidos) e eu pegava minhas velhas agendas, todas as derrotas e tristezas vinham como um turbilhão na minha cabeça. Por essa razão não consegui ter a força de continuar a falar sobre eles, e prefiro falar sobre alegrias a tristezas. Parabéns por ter a força que eu não tive, e ainda compartilhar isso com os outros. Abraço