3.2.08

A escola de samba toca na sala
Nesta cadeira, eu e a solidão
No feriado da luxúria e alegria
Fica acesa a imaginação

Estou com homens que não estive
Amo muito pois nunca amei
Vesti em você o personagem
Na ilusão de que me apaixonei

Mas logo chega a realidade
Aplaca a minha ansiedade
Enxergo que não é perfeito

O cinema sempre me engana
Estava mesmo insana
Você pra mim não foi feito

2 comentários:

Bibs ° disse...

Tbem passou o feriado de carnaval todo sentada na frente do computador, sem companhia? Somos duas. Ai, ai.

Bjo, Mary!

Thiago disse...

Faça uma coletânea dessas poesias e publique com certa urgência!

Mari, as poesias estão cada vez melhores, menina! Parabéns!