30.12.07

As vezes me sinto ridícula escrevendo aqui. A maioria do conteúdo é poesias e não sei se aparenta um tanto pretensioso e patético, como alguém que ouviu q escreve bonitinho com 7 ou 15 anos e continua insistindo nisso. Ainda são mais curtas e rápidas, parece preguiça de escrever, falta de imaginação ou sei lá o q. Se não parece brega, meloso e piegas. Se eu não sei mesmo o que escrever pq não tenho vivência pra me basear em nada. Só nesse tédio mesmo que me impulsiona de forma dolorida e ao mesmo tempo me paralisa. Minha cabeça ferve e não tenho ânimo de colocar isso para fora de forma decente, ou não sei colocar de forma decente, ou tudo isso na minha cabeça é desinteressaste mesmo E talvez eu tenha que ter um impulso de auto crítica e começar a escrever feito doida neste fim de ano para começar bem o próximo. Como se faz pra soltar as amarras? Como se faz pra viver como uma jovem adulta viveria? Como se faz pra uma semana de folga no fim do ano não se tornar um calvário feito de tédio e angústia? Como se faz para não ter uma visão assim tão egoísta que a maior tristeza do mundo vem de mim, da minha solidão com família estruturada, casa, comida e tecnologia pra eu estar escrevendo umas baboseiras online? Como se faz para voltar a ser criança? Como se faz para não julgar tanto, não só aos outros, mas a si mesmo (esse é o primeiro passo)? Meu Deus, cujo nascimento foi comemorado essa semana, me diz, me ensina... Não deve ser lendo O Segredo (ou seus mil filhotinhos) ou repetindo mantras ensinados no programa do Amaury Jr. nesse sábado a noite de quem não tem nada melhor. Eu digito rápido e com uma mão só, eu erro pra caramba, ainda bem que o firefox aponta os erros. haha O que aconteceu de errado? Que este ano me ilumine e me guie para mais um passo, para que eu possa ser mais do que esse projeto de mulher, em todos os sentidos que possa imaginar que eu seja apenas um projeto, não algo pronto e vivendo. E eu entediada nesse pc comecei a escrever, e escrever, e vou escrevendo o que vem na minha cabeça tentando não colocar rédeas, como num brainstorm solitário, apesar de que é impossível que eu não me imponha filtros ou o que for. Deve ter alguma letra ou palavra pulada em algum lugar pq a mão eh menos rápida que a minha cabeça.... Eu quase choro, eu mordo o dedo compulsivamente só pq resolvi soltar e ir escrevendo... E agora, quase mais no final do texto, pouca gente vai aguentar mesmo, eu me solto e vou falando, ou tentando... Como tem sido duros esses duas, como eu chego a quase explodir de perder meu tempo andando pela casa, morta de tédio e ansiedade, sem conseguir fazer nada, me falta a concentração, me falta o ar, sei lá mais o que me falta. Não há o que fazer, e ao mesmo tempo tem alguma coisa, mas é difícil... Eu sento aqui para fazer um trabalho de um curso e vou parar aqui, digitando loucamente e com o peito dolorido de quem não aguenta mais. E vontade de escrever mais, mas não sei o que, só sei que gostei de ficar escrevendo feito uma doida, mas não sei se posso mais. Não sei se sei me aprofundar, não sei se vou me aprofundar, não sei se quero me aprofundar. Ah, que droga viu!

5 comentários:

SiL disse...

Maryyyyyy!!!

Li tudinho! Li até o final!
Senti cada palavra... cada agonia... cada aflição!
E se passar sentimentos é escrever bem, Parabéns! Vc escreve mto bem!!

Só é uma pena q seja verdade... =/

Sabe, gosto mto de vc, apesar de sermos distantes, de não parecer...
Me dá uma certa tristeza qdo vc vem com esses seus textos, mto bons, mas mto tristes...

Queria saber o q te falar agora... mas tem coisas q a gente mesma tem q descobrir... posso dizer q estou aqui, meio longe, mas aqui!
E agonias, aflições, medos, angústias... todos temos e teremos para sempre! São sinais q estamos vivos, q temos sentimentos...

Que em 2008, vc consiga, ou melhor, q consigamos diminuir os filtros de palavras, ações e sentimentos! E façamos um ano diferente e especial!!!
Felicidades, Mary, nesse ano q tá chegando!!!

Adoro você!^^

Bjoooooooooos!

PS: Eu vi o cara no Amaury ensinando mantras... hauhauhauahu Me imaginei chegando na casa de alguém com um bando de papel com mantras escritos... huahauuha Enfim! Nada contra, mas seria engraçado! =P

SiL disse...

Nossa! o.O
Como escrevi!!
Sorry! =)

Beatriz (Biazinha) disse...

Faz tempo que não passo por aqui, mas hoje resolvi voltar e eis que me deparo com um texto que ... era pra ter sido escrito por mim! (Sem pretensão de escrever tão bem quanto vc, só uma maneira de dizer que sinto coisas bem, mas bem parecidas...) Que coisa. Se um dia descobrir algo que te salve dessa angústia me fala! ;)
Abraços

Carol Garcia disse...

a vontade de poeta deve c assim !
um bjaaao ^^

Thiago disse...

Li tudo! Atrasado, mas li.

E continuo dizendo, me identifico sempre com teus textos e tua poesia.

Tenho que passar aqui mais vezes.

Hj mesmo foi um dia desses parecido com o que vc escreveu no seu fim de ano.

Bjão Marieta, q tb haja previsão de sol e tempo bom para nossos dias.